ACI

Fundada em 1925

Acesse nossas redes sociais:

Morrem 21 profissionais de imprensa no acidente aéreo do Chapecoense

ACIDENTE_peq_jpg-551x320Morrem 21 profissionais de imprensa no acidente aéreo do Chapecoense

O avião que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, sofreu um acidente na madrugada desta terça-feira (29/11). Segundo autoridades colombianas, há 76 mortos e seis sobreviventes. O avião da LaMia, matrícula CP2933, decolou de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com 81 pessoas a bordo: 72 passageiros e 9 tripulantes.

O avião que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín levava a bordo 22 profissionais de imprensa de vários veículos de comunicação que iriam cobrir a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional de Medellín. De acordo com informações das autoridades colombianas, Rafael Henzel, repórter da Rádio Oeste Capital FM, foi resgatado com vida e encaminhado para o hospital.

Os seis sobreviventes são os jogadores Alan Ruschel, Neto e Follmann, o jornalista Rafael Henzel e os comissários de bordo Erwin Tumiri e Ximena Suarez. O ex-jogador Mario Sergio, comentarista do canal FoxSports, está entre as vítimas, segundo o Bom Dia Brasil. O único profissional de imprensa sobrevivente, Rafael Henzel, de 43 anos, que trabalha na rádio Oeste Capital, em Chapecó. De acordo com a diretora Luciana Lange, o hospital onde ele está internado entrou em contato com a emissora para informar que ele está em situação estável. Ele teria fraturado uma perna e uma costela. O jornalista já foi repórter da RBS TV em Santa Catarina e da TV Rio Sul, em Volta Redonda (RJ).

O voo que transportava a equipe da Chapecoense partiu na noite de segunda-feira, dia 28/11, de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, em direção a Medellín. Segundo a imprensa local, a aeronave perdeu contato com a torre de controle às 22h15 (local, 1h15 de Brasília), entre as cidades de La Ceja e Abejorral, e caiu ao se aproximar do Aeroporto José Maria Córdova, em Rionegro, perto de Medellín. O Comitê de Operação de Emergência (COE) e a gerência do aeroporto informaram que a aeronave se declarou em emergência por falha técnica às 22h (local) entre as cidades de Ceja e La Unión.

Morreram os seguintes profissionais:

Victorino Chermont (FOX) – Repórter, tinha 43 anos e estava na Fox Sports. Trabalhou na Rádio Globo e SporTV.

Lilacio Pereira Jr. (FOX) – Aos 48 anos, Lilacio era conhecido por Jumelo. Tinha a função de coordenador de transmissões externas.

Rodrigo Santana Gonçalves (FOX) – Repórter cinematográfico da emissora. Tinha 35 anos.

Devair Paschoalon (FOX) – Narrador da Fox Sports, tinha 51 anos e nasceu em Monte Aprazível, São Paulo. Começou narrando por emissoras do interior até chegar à extinta TV Manchete, no início dos anos 90. Em 1995 foi para o SporTV e ficou até 2004. No ano seguinte, foi para a CBN e estava desde o início de 2016 na Fox.

Mário Sérgio (FOX) – Ex-jogador e ex-treinador, era comentarista do canal de TV Fox Sports. Tinha 66 anos. Defendeu a seleção brasileira e atuou por Flamengo, Vitória, Fluminense, Botafogo, Internacional, São Paulo, Palmeiras, Grêmio, entre outros.

Paulo Julio Clement (FOX) – 51 anos, atualmente estava no Fox Sports, havia trabalhado no Sistema Globo de Rádio como diretor de esportes. Na imprensa escrita, passou também pelos principais jornais do Rio de Janeiro, como O Globo, como repórter, e Jornal do Brasil, como editor de Esportes. Também trabalhou no Marca Brasil, como editor.

Guilherme Marques (TV Globo) – Completou 28 anos no último dia 25 de novembro. Estudou na Escola Parque e se formou em jornalismo pela PUC Rio. Foi estagiário do GloboEsporte.com e passou pela TV Brasil antes de voltar à Globo em 2013 para trabalhar como repórter esportivo da TV.

Guilherme Van der Laars (TV Globo) – Completou 43 anos no último dia 20 de novembro. Trabalhou no LANCE! e no Jornal Extra antes de se tornar produtor esportivo da TV Globo. Trabalhava na equipe do ”Esporte Espetacular”. Deixa dois filhos e a esposa grávida do terceiro.

Ari de Araújo Jr. (TV Globo) – Era reconhecidamente um dos mais talentosos profissionais de imagem do Brasil. Nasceu em Trindade, no estado de Goiás. Começou como porteiro na TV Serra Dourada, afiliada do SBT. Virou repórter cinematográfico na TV Anhanguera, afiliada da Rede Globo. Depois de passar pela Globo São Paulo, estava na Globo Rio desde 2012. Seu trabalho mais conhecido foi o programa Planeta Extremo. Participou da cobertura de Copa do Mundo e Olimpíada. Tinha 46 anos e deixa três filhos.

Laion Espíndola (GloboEsporte.com) – Nascido em 23 de outubro de 1987, Laion era jornalista do GloboEsporte.com. Antes, trabalhou nos jornais O Sul e Correio do Povo. Também passou pelo Grupo RBS, todos em Porto Alegre. Atuava como setorista da Chapecoense há dois anos.

Giovane Klein Victória (RBS) – Repórter da RBS TV, o jornalista tinha 28 anos. Havia trabalho também na TV Pampa, em Porto Alegre.

André Podiacki (RBS) – Natural de Florianópolis, André era repórter do jornal Diário Catarinense desde 2011. Tinha 26 anos e atuava como setorista da Chapecoense.

Bruno Mauri da Silva (RBS) – Técnico de externas, estava na emissora desde 2012. Atuou ainda como operador técnico. Tinha 25 anos.

Djalma Araújo Neto (RBS) – Aos 35 anos, era repórter cinematográfico da RBS TV. Tinha 13 anos de empresa. Deixa dois filhos, de 5 e 12 anos.

Gelson Galiotto (Rádio Super Condá)

Ivan Carlos Agnoletto (Rádio Super Condá)

Fernando Schardong

Douglas Dorneles (Rádio Chapecó)

Edson Ebeliny

Jacir Biavatti

Renan Agnolin (Rádio Oeste Capital)

(Fontes: site da ABI e pragmatismo político.com.br)


Rua Floriano Peixoto, 735, 4º andar - Centro
CEP: 60.025-130 - Casa do Jornalista
Edifício Perboyre e Silva. Fone: (85) 3226.6260 - 3226.6787 www.acimprensa.com.br