Diretoria da ACI firma parceria para realização do Prêmio Semear Internacional de Jornalismo

A diretoria da Associação Cearense de Imprensa (ACI) firmou, nesta segunda-feira (03/02), parceria com o Projeto Paulo Freire (PPF) referente ao Prêmio Semear Internacional de Jornalismo, que contemplará trabalhos jornalísticos de 11 estados que integram regiões semiáridas do país (Ceará, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe).

Os diretores presentes aprovaram por unanimidade a parceria. O lançamento do prêmio no Ceará será realizado em março, na sede da ACI. O jornalista Bernardo Lucas, sócio da ACI, é um dos responsáveis pelo evento no Ceará. Ele esteve presente na reunião e participou da discussão, expondo à diretoria como será o cronograma de inscrições e anúncio dos vencedores do Prêmio.

“Aqui no Ceará, nós do Projeto Paulo Freire assumimos a responsabilidade de divulgar e publicizar o prêmio nos meios de comunicação e entre os colegas jornalistas para participarem do concurso de jornalismo. Buscamos parceria com a ACI por sua credibilidade e respeitabilidade entre os jornalistas cearenses”, afirma Bernardo Lucas.

O presidente da Associação, Salomão de Castro, destaca a iniciativa conjunta como vantajosa para os jornalistas cearenses. “Trata-se de um prêmio que, acredito, terá intensa concorrência, qualitativa e quantitativamente. A ACI procurará atuar em todas as etapas nas quais tenha de participar do processo”, frisa.

Outros prêmios

Na ocasião, os diretores também debateram encaminhamentos referentes ao Prêmio ADPEC de Jornalismo e o Prêmio BNB. Representantes da ACI atuam como jurados nestas premiações. O Prêmio ADPEC de Jornalismo terá seus vencedores conhecidos no próximo dia 11 de fevereiro.

“Ao participar organicamente dos prêmios jornalísticos de âmbito estadual e, agora, em caráter regional, a ACI procura aquecer o nosso mercado, pela valorização daquilo que ele tem de mais precioso: os profissionais que fazem as informações circular e, assim, fortalecem a democracia e o pensamento crítico no nosso país”, afirma o presidente da Associação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *